Publicado por: Fernando de Oliveira | 19/09/2014

As melhores padarias de Paris

Minha experiência diz que é muito difícil encontrar uma padaria ruim em Paris, assim como é praticamente impossível escolher a melhor. Particularmente não sou tão chegado nos estabelecimentos que se apresentam moderninhos, fazendo releituras de clássicos, principalmente quando se trata de pães.  Sendo assim, apresento a lista abaixo cheio de poréns, mas convicto de que pode ajudar aqueles que gostam de experimentar lugares da moda. Mas, pode entrar em qualquer padaria que esteja lotada e arriscar sem medo. O pão será sempre ótimo.

Padarias de Paris I
Du Pain et des Idées

Na esquina das ruas Yves Toudic e Marseille, no 10ème arrondissement, essa padaria é uma viagem no tempo e um nirvana para os sentidos. O dono, Christophe Vasseur, é um executivo da moda que se transformou em padeiro. Em 2002, comprou a casa, inaugurada em 1889. Eis o lugar para achar especialidades sazonais, regionais e delícias à moda antiga, assadas em forno de pedra, como o escargot (cone) de chocolate e pistache, o minipavê de damasco e queijo roquefort (ou chocolate meio amargo e framboesa), os chaussons de maçã fresca, que desmancham na boca, e o mouna, brioche amanteigado e perfumado com flor de laranjeira, típico do norte da África. As novas versões de clássicos também são deliciosas, como o croissant de chá verde e os sacristains de creme de flor de laranjeira.

 

Pierre Hermé

Considerada um prodígio dos confeitos em Paris, atrai turistas com seus macarons especiais, que levam jasmim, cumaru, grapefruit ou noz-moscada. Mas os locais preferem as excelentes viennoiseries: croissants glaceados de framboesa e água de rosas, kugelhopfs alsacianos, docinhos e crocantes, feitos de xarope de flor de laranjeira e passas, kouign-amanns caramelizados, brioches e pães-de-ló, tudo macio e perfumado. Além de pertencer à quarta geração de uma família de padeiros, Pierre Hermé estudou na Fauchon antes de abrir sua primeira casa em Saint-Germain, em 2001. Hoje, mantém dez lojas em Paris e cinco em outras cidades francesas, além das filiais de Londres, Dubai, Tóquio e Hong Kong.

 

Jean Millet

Os madrugadores de Paris, conhecidos por lá como lève-tôts, fazem fila para comer o pain au chocolat desta padaria retrô, aberta em 1963 no 7ème arrondissement. Para muita gente, é a melhor da cidade. Fica pertinho da torre Eiffel, e oferece canelles macias e meladas, sables au citron coloridos, beignets de damasco, éclairs clássicos, palmiers que derretem na boca, Polonaises e religieuses cremosas e gateaux pitorescos, tudo criado pelo chef confeiteiro Denis Ruffel. Tem filiais até no Japão.

Blé Sucré, Square Trousseau

Há quem ache esta padaria meio fora de mão. Mas o endereço na praça Trousseau, no 12ème arrondissement, é animado e charmoso, e fica pertinho da Bastille e de dois dos melhores mercados de Paris: Marché Charonne e Aligre. De propriedade de Fabrice e Céline Le Bourdat, a padaria pintada em tons pastel é uma das preferidas dos parisienses para comprar baguetes frescas ou tomar um cafezinho rápido pela manhã em um pátio voltado para uma pacata praça-calçadão. É famosa pelos croissants, que estão entre os dez melhores de Paris, além do pain au chocolat. Mas não deixe de experimentar confeitos clássicos: madeleines, éclairs, religieuses cremosas de café e tortinhas de limão. E se for convidado para jantar na casa de um parisiense, impressione seu anfitrião levando algumas das iguarias da padaria para a sobremesa.

Fonte: Revista Four Seasons

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: