Publicado por: Fernando de Oliveira | 16/02/2014

Frank Underwood e os políticos brasileiros

Faz tempo que não comento sobre uma série de TV, mas House of Cards realmente me pegou!

House-of-Cards-Season-2-Poster.jpgPara os que não conhecem Frank Underwood, personagem vivido na série de TV House of Cards pelo sempre brilhante Kevin Spacey, ele é um político inescrupuloso, imoral, criminoso, corrupto, sedento de poder e sem limites – características facilmente encontradas na maioria dos nossos políticos tupiniquins. A segunda temporada da série – produzida pelo Netflix (serviço de vídeo pela internet) teve a sua segunda temporada disponibilizada este mês e comprova que a televisão e a internet podem produzir programas de muita qualidade, com enredos envolventes, roteiros inteligentes e atores de primeira linha. Provavelmente desde West Wing que uma série sobre a política norte-americana não é tão bem realizada.

Underwood, apesar de todas as características imundas já citadas, é um homem culto, insinuante, inteligente e que conhece as leis, qualidades que a maioria dos nossos parlamentares, ministros, aspones e, vamos admitir, presidentes não têm. Ele é capaz de cometer crimes graves quase sempre sem deixar vestígios primários, como acontece por aqui. Na verdade, o fato dele ser um parlamentar que se tornou vice-residente e depois…bem…vocês podem imaginar, só o deixa mais próximo da realidade brasileira.

house-of-cards-netflixA visível decadência das telenovelas produzidas por aqui deixa um espaço livre para que produções como House of Cards ganhem mais destaque e prestígio por aqui. Trazer para uma produção feita para a internet atores como Spacey, Robin Wright e Michael Kelly, mostra que essa mídia ganha um status inimaginável menos de uma década atrás.

Não sei se a série vai ganhar prêmios importantes (merece), mas deveria servir pelo menos para que os nossos políticos pudessem tentar aprender a não achar que o povo é idiota. Se são corruptos, criminosos perigosos e/ou imorais, que aprendam a esconder seus delitos ou que a Justiça se faça sentir sobre eles.

Quem quiser assistir deve se inscrever no Netflix ou procurar uma locadora – a primeira temporada já está disponível.


PS: E ainda nos obrigam a engolir produções nacionais.

PS”: Assistir aos 13 episódios da segunda temporada foi muito bom e, infelizmente, rápido.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: