Publicado por: Fernando de Oliveira | 27/12/2013

Jesse Robinson – Stray Star – Crítica

Jesse Robinson - Stray StarBlues é algo apaixonante, mas difícil de imaginar em conjunto com poesia brasileira. Pois as vezes somos surpreendidos por misturas e encontros de elementos que não deveriam combinar, mas que acabam se transformando em algo apaixonante. Não que blues e o Brasil sejam opostos que se atraem, mas o CD Stray Star, do bluesman Jesse Robinson e que ganha no Brasil edição do selo Discobertas, une o Mississípi aos versos criados pelo baiano Assunção de Maria. O resultado, produzido por Robertinho do Recife, é mais do que satisfatório.

Com um timbre de guitarra que as vezes lembra a Lucille, de B.B.King, ou a Strat de Robert Cray, Robinson passeia por dez números que agradam pela sonoridade e deixam curiosos pelos versos, traduzidos para o inglês por Carl Kolb.

Aos 69 anos, Robinson, canta com aquele toque que só mesmo quem nasceu no Mississípi pode ter. A mescla de músicos americanos e brasileiros (comandados por Robertinho) dá um molho realmente diferente nesse bom disco de blues.

Highlights? A faixa-título, My Addiction is You, You Fled From Me e My Girlfriend, embora seja difícil encontrar uma canção que se sobreponha sobre as outras.

Para os amantes do blues (e da poesia brasileira).

Ouça algumas canções no playlist do blog (no menu lateral).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: