Publicado por: Fernando de Oliveira | 19/11/2013

“Brasil está indo longe demais” com segurança da internet, diz Financial Times

O excesso de leis, uma boa dose de covardia e, principalmente, a preguiça em trabalhar, chega em mais um lado da vida do brasileiro: a segurança online. Pode ser que isso pareça um assunto de pouca importância em um país com tantas deficiências na vida da sua população, mas a verdade é que criar alicerces de boa qualidade pode ser a diferença entre um futuro brilhante e mais um caso de total incompetência do nosso Congresso.

Querer regulamentar é uma coisa, mas querer proibir tudo é daquelas atitudes que mostram o quão preguiçosos e inconsequentes são os nossos brilhantes políticos e homens de TI. Bem, melhor que eu, quem faz uma boa análise da situação é o Financial Times.

google11O governo brasileiro está colocando o país num caminho perigoso quanto ao uso da internet e, pior, pode levar outros mercados importantes consigo, na visão do Financial Times. Segundo o jornal britânico, o “Brasil está indo longe demais” quanto à segurança da rede.

Em artigo publicado no último dia 12 o veículo explicou as medidas tomadas no Brasil em resposta ao escândalo da espionagem promovida pelos Estados Unidos. Tratou da intenção de se criar uma rede interna e um serviço de e-mail seguro, além do Marco Civil da Internet, o ponto principal da crítica.

Não é o projeto todo, em si, que preocupa o FT, mas o trecho que obriga empresas como Google, Facebook, Twitter etc. a guardar no Brasil os dados que tiverem sobre os brasileiros. Elas teriam de fazer grandes investimentos para duplicar a infraestrutura que já possuem em seus países de origem – que nem sempre são os EUA.

“Isso, inevitavelmente, fará essas empresas se perguntarem se deveriam restringir suas operações no Brasil”, aponta o jornal, ressaltando que a medida seria negativa para o setor de tecnologia do país, além de ferir a liberdade global da rede.

twitter_logoAcontece que hoje a internet se divide entre os países que estão com os EUA e os que criaram intranets, como China, Rússia e Irã. O Brasil ainda está do lado norte-americano da balança e, por conta de sua importância (é o segundo maior no Facebook, por exemplo), pode levar outros para o lado de lá, caso decida migrar.

Lembrando que os únicos culpados por essa situação são os americanos, o FT ressalta que certas medidas a serem tomadas pelo Brasil podem piorar as coisas. “Dilma precisa pensar novamente”, diz.

Fonte: Olhar Digital


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: