Publicado por: Fernando de Oliveira | 04/11/2013

Gastronomia no Reino Unido

Fish and chips 2013Um dos poucos defeitos do Reino Unido é a sua (má) gastronomia. A não ser que você curta uma torta de rins (kidney pie ou um guisado ou até mesmo um pouco de carne com gravy, você ficaria restrito aos ótimos fish and chips, baratos e sempre bem servidos. Bem, fico feliz em informar que as coisas mudaram por lá (e para melhor). Além dos ótimos pubs espalhados pela cidade e do fantástico bairro chinês, com alguns dos melhores restaurantes do mundo, a cidade agora conta com várias redes de comida italiana, que vão desde restaurantes parecidos com os La Moles da vida, quanto estabelecimentos com a grife Jamie Oliver. Além disso, a quantidade de restaurantes indianos, malaios, turcos e tailandeses é impressionante. Infelizmente, as chip shops já não são tão fáceis de encontrar e os pubs andam sofisticando demais o prato. A saída é apelar para o restaurante Fish!, que foi escolhido o melhor fish and chips da cidade, embora não seja lá muito barato (para os padrões do prato).

London Market  2013Mesmo com a libra nas alturas é possível comer razoavelmente bem sem precisar chorar na hora de pagar. A dica principal é ir até o Borough Market – uma espécia de Ceasa/Cobal/Mercadão de SP, perto da estação de metrô London Bridge -, onde você encontra produtos dos melhores países da Europa, além de vários quiosques vendendo comidas, sanduíches e alimentos de primeira e tipicamente britânicos. Isso, sem contar a ótima filial do Fish! O negócio é ir lá, comprar vinhos, frios pães e outras guloseimas e fazer uma bela refeição em casa (quer dizer, no hotel), aproveitando que a maioria deles tem frigobar e máquina para preparar café ou chá.

Chá 2013Outra boa dica é aproveitar o que puder do café da manhã, já que os ingleses comem feijão, batatas, cogumelos, linguiças e ovos logo no início da manhã. Pode parecer pesado (e é), mas serve para forrar o estômago e pular uma refeição (dica de durango kid). Outra dica é sempre parar e beber uma cerveja ou cidra nos pubs da cidade durante a tarde. Isso também ajuda a deixar os Burguer Kings da vida para trás.

O Café

O que não tem jeito mesmo é o café. Mesmo os expressos italianos são ruins. Apelar para Starbucks ou Garfunkel’s é perda de tempo. O melhor é mesmo entrar no clima e na tradição e ir de chá. Não deixe de tentar ir em uma das milhares de casas de chá espalhadas pela cidade. Chá das 17h às 17h é tudo de bom, ainda mais com as milhares de opções de salgadinhos, canapés, bolos, tortas e doces. É outra boa opção para pular uma refeição.

O preço médio de uma refeição fica em 12 e 17 libras (algo próximo de R$ 50). A diferença é que essa refeição conta com entrada, prato principal e sobremesa. Melhor até do que a comparação com os preços do Rio, mas pesado para o viajante sem dinheiro.

Ah, encontrar uma barraca de água de coco no meio da Oxford Street é fogo.


Fotos: Fernando de Oliveira e Jo Nunes

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: