Publicado por: Fernando de Oliveira | 18/09/2013

Mais um jornalista demitido por postagem no Twitter

Flavio Gomes - PortuguesaPelo jeito as empresas brasileiras ainda vão perder muita gente boa enquanto não entenderem que as redes sociais são particulares e que seus funcionários têm direito de se manifestar da maneira que quiserem, desde que não estejam vestindo a camisa da empresa. Não é porque alguém trabalha em um lugar com determinada orientação (seja política, comercial ou moral) que um jornalista precisa concordar com ela 100% do tempo. Mais ainda, as opiniões têm que ser respeitadas. Imagine se neste blog (que nem é tão visualizado) eu não puder xingar, expor minhas opiniões sobre o que ou quem quiser? Não haveria razão para esse espaço existir. Isso vale também para minhas contas no Twitter, Facebook, etc. Eu só reproduzo coisas do meu trabalho que expressem a minha opinião.

A notícia de que a ESPN Brasil demitiu o ótimo comentarista Flavio Gomes, por comentários que ele fez no seu Twitter após um jogo da Portuguesa é uma grande bola fora de uma empresa que sempre me pareceu um ótimo lugar para trabalhar. Espero que as empresas compreendam que jamais comandarão o pensamento de ninguém.

Leia a notícia completa publicada no Jornalistas & Cia.

O comentarista e repórter da ESPN Flavio Gomes foi desligado da emissora nesta segunda-feira (9/9) após duras críticas e ofensas que publicou em sua conta no Twitter contra torcedores do Grêmio. A confusão começou logo após a partida entre Portuguesa – time de coração do comentarista – e Grêmio, realizada no último sábado (7/9), que foi marcada por lances polêmicos com a arbitragem. Também por sua conta no Twitter, o diretor de Jornalismo da ESPN Brasil João Palomino pediu desculpas pelos comentários ofensivos, não apenas de Flávio Gomes, mas também de outro profissional da casa, o gerente de Programação dos canais ESPN Arnaldo Ribeiro.

ESPN BrasilEm entrevista a Luiz Carlos Reche, da Rádio Guaíba, o comentarista defendeu-se afirmando que tudo havia sido um grande mal-entendido que teve uma consequência proporcional ao tamanho deste: “Quem me segue sabe que meu nível de brincadeira no Twitter é esse. Eu estava de folga e utilizando essa ferramenta que é absolutamente pessoal, sem ligação a nenhuma empresa. Respeito a decisão da empresa, que é soberana, mas acho que isso abre um precedente muito grave. As redes sociais ainda não estão sendo bem entendidas pelas empresas de comunicação e estão misturando muito do que é brincadeira com o que é jornalismo. Eu não me arrependo de brincar com o futebol.  O dia em que eu parar de brincar com o futebol, como torcedor da Portuguesa que sou, o futebol pra mim vai perder a graça”.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: