Publicado por: Fernando de Oliveira | 09/03/2013

Safari faz 10 anos com pouca popularidade

Safari-BrowserHá cerca de 10 anos, o cofundador e então CEO da Apple, Steve Jobs, apresentava o primeiro, e até agora único navegador da empresa, segundo o ex-chefe da equipe do Safari.

Don Melton, que se aposentou do cargo de diretor de Tecnologias da Internet da Apple no ano passado, tem escrito em seu blog desde dezembro sobre o início do Safari. Nesta segunda, 7/1, ele notou o décimo aniversário do browser.

Em 7 de janeiro de 2013, Jobs revelou o Safari. “Então, apertem os cintos. Tenho algo totalmente novo para vocês agora”, disse o executivo durante sua keynote na conferência Macworld, que teve a Apple como atração principal por vários anos.

Chamando o Safari de “um navegador turbo para OS X”, Jobs continuou dizendo: “Nós fizemos o nosso próprio navegador. E ele é quente. É o primeiro grande navegador novo em cinco anos.”

Antes da chegada do Safari, os usuários do sistema OS X dependiam de uma versão para Mac do Internet Explorer, da Microsoft, que estreou em 1996. O IE foi o navegador padrão dos Macs entre 1998 e 2003, quando foi substituído pelo Safari no lançamento do OS X 10.3, conhecido como Panther.

A edição para Mac do IE foi “empacotada” com o OS X como parte de um acordo de cinco anos que a Apple fechou com a Microsoft em 1997 – na época a empresa de Cupertino estava em uma má situação financeira.

De forma resumida, o negócio consistia na compra de 150 milhões de dólares em ações da Apple pela Microsoft, um acordo de cinco anos de licenciamento cruzado de patentes, e uma resolução final de problemas demorados por uma suposta violação de direitos autorais pela Microsoft – a Apple acusava a companhia de Bill Gates de ter roubado sua interface gráfica de usuário (GUI) para criar o Windows (a Apple perdeu o caso). Componentes externos do acordo também comprometiam a Microsoft a lançar uma versão específica para Mac do seu pacote Office – chamado então de Microsoft Office 98 Macintosh Edition – e criar edições futuras do IE e ferramentas de desenvolvimento para Mac.

Quando o IE foi adicionado ao Mac OS X Panther, substituiu o Netscape Navigator, que não existe mais.

Quando apresentou o Safari, Jobs destacou a velocidade do navegador, dizendo que “É o browser mais rápido no Mac” – ao comparar as pontuações do Safari no benchmark com outros três navegadores: IE para Mac, Netscape, e Chimera, que usava a mesma engine Gecko, do Netscape.

Dois desses três então rivais do Safari não estão mais entre nós, uma vez que a Microsoft abandonou o IE para Mac em 2003 e a AOL acabou com o Netscape em 2008. O Chimera sobreviveu, apesar de depois ter sido renomeado para Camino.

Atualmente o Safari está em sua versão 6, que foi lançada como parte do sistema OS X Mountain Lion no meio de 2012 – e não possui suporte para PCs Windows, ao contrário das anteriores.

De acordo a empresa de pesquisas Net Applications, o Safari registrou 5,2% do mercado de browsers no mês passado, ficando bem atrás do líder IE, com 54,77%, do Firefox, com 19,82%, e do Google Chrome, com 18,04%. Outra consultoria de mercado, a StatCounter, apontou que a fatia de uso do Safari chegou a 7,9% em dezembro, mas mesmo assim bem atrás dos já citados IE, Firefox e Chrome.

Fonte: IDG Now!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: