Publicado por: Fernando de Oliveira | 18/02/2013

Mônica Salmaso lança DVD ‘Alma Lírica Brasileira’

Mônica Salmaso - Alma LíricaUma das cantoras mais cultuadas da MPB, a paulista Mônica Salmaso, protagoniza nesta terça-feira mais um capítulo do caso de amor com o Rio. Salmaso faz na cidade – dia 19, no Theatro NET – o primeiro dos dois únicos shows programados para o lançamento de seu novo DVD, Alma Lírica Brasileira, no qual divide o palco com Teco Cardoso (flautas e saxofone) e Nelson Ayres (piano).

“Esse trabalho é uma coisa muito especial para mim e decidi dar esse show como um presente para o DVD, que é baseado no disco Alma Lírica Brasileira. Vamos estrear no Rio e depois faremos um show em São Paulo, e só”, conta.

A gravação do DVD foi uma experiência diferente para a cantora, que pretendeu dar ao público a sensação de estar presente a uma apresentação especial e exclusiva.

“Pela primeira vez me vi completamente disponível para fazer o que a direção quisesse. Gravamos durante dois dias, das 8h às 20h, sem plateia. Assim, fizemos várias tomadas de cada música até escolher o melhor take de áudio e depois gravávamos os detalhes de vídeo, que seriam impossíveis de fazer em um show normal, para não prejudicar as pessoas que foram assistir ao show. Seria um desperdício fazer um DVD da maneira tradicional”, admite.

Mônica Salmaso IIO formato do espetáculo, que vai misturar apresentações ao vivo com projeções do DVD, também é uma experiência nova para a cantora.

“Preparamos um espetáculo onde estaremos os três no palco e também teremos exibição de trechos do DVD. É um projeto muito pessoal, onde falo até do meu casamento – Mônica é casada com o músico Teco Cardoso, com quem divide o palco -, por isso decidi por não trazer convidados. Não queria dividir a atenção do público com nada que não fosse a nossa música.”

O repertório do show é baseado no do disco de mesmo nome, lançado em 2011, onde Salmaso relê, com a afinação e bom gosto de sempre, clássicos da nossa canção como Derradeira Primavera (Tom Jobim/Vinicius de Moraes), Lábios Que Beijei (J. Cascata/Leonel Azevedo), História de Lily Braun (Chico/Edu Lobo) e Meu Rádio e Meu Mulato (Herivelto Martins).

A inclusão de obras de Chico Buarque é recorrente na carreira da artista, que já gravou um disco só com canções do compositor – Noites de Gala, Samba na Rua (2007) – e dividiu o palco com ele em um histórico show no Circo Voador.

Mônica Salmaso III“Na verdade eu demorei pra conhecê-lo. Só o encontrei quando ele me chamou para gravar com ele no disco Carioca (2007). O Chico e o Dorival Caymmi são os compositores que eu mais conheço. Eles têm um tamanho muito grande na minha formação, tanto musical quanto pessoal, e quando apareceu o convite eu dei um berro de alegria. Depois da gravação eu fiquei com vontade de retribuir e fazer um disco em homenagem a ele, porque é muita música boa, de tudo quanto é jeito. Perguntei se ele se importaria e quando ele ouviu o disco (ainda na fase de mixagem), gostou tanto que me convidou para participar do show no Circo, que era o último da turnê dele e o primeiro do meu. Foi mágico. Ele estava num espaço menos caro e tinha uma coisa surreal de todos poderem ver o Chico Buarque por R$ 40”, explica a artista.

Mas essa não é a única lembrança mágica que Mônica tem do Rio.

Mônica Samaso IV“O show do Circo é um dos meus momentos, mas o que mais me emocionou foi a primeira vez que fui até a Escola Portátil de Música, quando ainda era no Outeiro da Glória. Chorei que nem o bebê. O Rio tem dessas coisas mágicas, que a gente sente falta em São Paulo.”

Apesar de sempre se apresentar para casas lotadas, as visitas de Salmaso ao Rio ainda não são tão frequentes como todos gostariam.

“Por mim, canto pra todo mundo. Tenho feito muitas coisas no Teatro Rival (no Centro), mas eu tenho um déficit com a Zona Sul da cidade. Nem lembro quando foi a última vez que cantei lá. Por exemplo, eu nunca cantei em Niterói, embora tenha muita vontade de me apresentar no Theatro Municipal da cidade, que é um espaço lindo”, revela.

Apesar de sempre produzir trabalhos de qualidade, Salmaso ainda sofre com a dificuldade de conseguir patrocínios para seus projetos.

“Patrocínio é sempre complicado. Quando acontece é porque o dono da empresa conhece o trabalho ou alguém do marketing se apaixona pelo projeto. Normalmente as empresas preferem ‘ações’ que atinjam um número maior de pessoas, independente da qualidade”.

Mesmo com as dificuldades para materializar suas ideias, a artista não para de fazer planos.

“Eu escolho o que eu quero fazer. Se conseguir verba posso até levar esse show para outras cidades. Senão, vou seguir com o Alma Lírica e gravar outro disco no segundo semestre”.

Serviço
Mônica Salmaso lança DVD ‘Alma Lírica Brasileira’
Data: Terça, 19 de fevereiro
Local: Theatro Net Rio – Sala Tereza Rachel -Rua Siqueira Campos, 143 – Sobreloja – Copacabana.
Às 21 horas.
Ingresso: R$ 110 (plateia e balcão).
Tel: 2147-8060.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: