Publicado por: Fernando de Oliveira | 12/01/2013

O baile da Orquestra Imperial – Fazendo as Pazes com o Swing – Crítica

capa ORQUESTRA IMPERIALCom a proximidade do Carnaval, Fazendo as Pazes com o Swing, segundo disco da Orquestra Imperial, parece uma escolha óbvia para servir como trilha sonora desses dias pré-momescos. Apesar dos arranjos menos animados do que os apresentados em seus shows, a Orquestra ainda dá um banho de suingue nas 13 faixas produzidas por Berna Ceppas e Kassin.

Com destaque para o ótimo naipe de sopros e os arranjos de Nelson Jacobina, a big band empolga e alegra em canções como Moléculas (onde brilha a bela voz de Nina Becker) e Tamancas do Cateretê (com um clima latino/caribenho, que rivaliza, em termos de alegria, com os sambas do disco.

Com aquele climão de gafieira, Fazendo as Pazes com o Swing é um perfeito esquenta pré-carnavalesco.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: